ASBIN - Associação dos Servidores da Agência Brasileira de Inteligência
ASBIN - Associação dos Servidores da Agência Brasileira de Inteligência
ASBIN e entidades de servidores se reúnem com presidente do Senado
ASBIN e entidades de servidores se reúnem com presidente do Senado
Enviado: 01/03/2018 às 15:02:46

O presidente da ASBIN, Carlos Terra Estrela, e o vice-presidente, Sérgio Carazza, participaram nesta terça-feira (27/2), em Brasília, de reunião com o presidente do Senado, Eunício de Oliveira (MDB-CE), juntamente com as entidades que apoiam a Frente Parlamentar Mista em Defesa da Previdência. A iniciativa foi do coordenador da Frente, senador Paulo Paim (PT/RS), e também contou com a presença do deputado Arnaldo Faria de Sá (PDT/SP).

Na oportunidade, as entidades agradeceram aos parlamentares pelo trabalho e emprenho na luta contra a aprovação da PEC 287/16, que trata da reforma da Previdência.  Além disso, o presidente do Senado explicou aos presentes o caminho que foi percorrido até que a votação da proposta fosse suspensa e lembrou de ter se posicionado contrário a PEC. “Por ser do mesmo partido do presidente da República, alguns colegas acharam que eu não poderia ir contra o governo”, afirmou o senador, ao lembrar que alguns parlamentares se surpreenderam com a atitude dele.

A reforma da Previdência foi adiada, segundo anúncio oficial do governo, em 19 de fevereiro, motivada pela intervenção federal no Rio de Janeiro. Enquanto durar a intervenção, a tramitação e votação de qualquer proposta de emenda à constituição (PEC) ficam suspensas.

Eunício de Oliveira foi também quem acatou o pedido de instalação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Previdência, solicitado senador Paulo Paim. O relatório final da CPI, segundo o senador Paim, será entregue a todos os candidatos presidenciáveis em 2018.

O presidente da ASBIN agradeceu a firme atuação dos parlamentares. “Ao senador Paulo Paim parabenizo a liderança exercida em defesa da Previdência Social. Ao presidente do senado, agradeço e parabenizo por sua decisão de suspender a tramitação da PEC 287, com isto, colocando fim a um clima de apreensão entre os associados, e as demais carreiras de servidores públicos, em razão da proposta apresentada pelo governo”, ressaltou Carlos Estrela.

Para o vice-presidente da Associação, Sérgio Carazza, essa vitória representa muito para os servidores públicos "pois a nossa classe estava sendo colocada como vilã dessa reforma. Vamos continuar lutando pelos nossos direitos como servidor e cidadão. Avante ASBIN!".


Mobilização continua

Além da Frente em Defesa da Previdência Social, a ASBIN apoiou e integrou diversos movimentos contra a aprovação da PEC 287/16. No Congresso Nacional, participou de audiências públicas, seminários, reuniões, mobilizações e do trabalho de conscientização dos parlamentares.

Mesmo com o adiamento da votação, a ASBIN continuará atenta em relação ao tema, já que o governo não desistiu da reforma da Previdência e pode apresentar, inclusive, uma novo texto, com medias ainda piores para os servidores públicos e os trabalhadores do regime geral.